Como a tecnologia de NFTs pode beneficiar mercados locais

Como a tecnologia de NFTs pode beneficiar mercados locais

As NFTs, sigla em inglês para non-fungible token (token não fungível) são uma representação virtual de um ativo registradas em uma rede descentralizada (Blockchain). Embora ainda não conhecida pela maioria das pessoas, essa tecnologia disruptiva está transformando a forma como tratamos a posse de um bem, seja ele um colecionável, valor monetário, arte digital, ou até mesmo uma propriedade física. Confira nesse artigo como a tecnologia NFT pode beneficiar mercados locais

Como as NFTs funcionam?

Basicamente, a maior parte das NFTs fazem parte da blockchain da Ethereum, que é uma outra criptomoeda como o Bitcoin. Nessa blockchain é possível armazenar informações extras como por exemplo um contrato com prazo de validade pré definido que pode ser usado para diversos fins como aluguel de imóveis, compra e venda de ativos, emissão de certificados, entre outros.

BlackHeart-nft

Exemplo de uma NFT disponível para venda: Black Heart – Enter.art

E as pessoas realmente confiam em colecionar artes digitais?

Com toda certeza! Neymar gastou R$ 6 milhões em uma coleção exclusiva de NFTs chamadas de “Bored Ape Yacht Club”, que funcionam como credencial para acesso a um clube fechado de vários artistas e milionários como Justin Bieber, Eminem, Paris Hilton, Snoop Dogg, entre outros

Mas se eu der um print e salvar essas imagens como fundo de tela no meu celular, não será a mesma coisa?

É possível sim copiar e replicar quantas vezes você quiser essas imagens que magnatas pagaram milhões de dólares, mas as NFTs foram projetadas para oferecer algo que não pode ser copiado: A propriedade daquela obra. Você pode imprimir uma cópia de Monet e pendurar na parede da sua casa, mas apenas uma pessoa pode possuir o original. E a blockchain cumpre com segurança esse papel, pois os blocos são replicados como que em um livro contábil compartilhado, onde milhares de pessoas simultaneamente conferem e validam transações, tornando impossível uma duplicação de registro na rede.

Bored-Ape-Yacht-Club-nft

Uma das NFTs compradas pelo Neymar que garantem ao proprietário acesso a festas exclusivas em iates e a um grupo fechado com outros compradores da coleção.

Mas como os mercados locais podem se beneficiar com isso?

Primeiramente, empresas como Adidas e Nike já se prepararam para entrar nesse novo nicho, mas pequenos negócios também podem estar um passo à frente e já participar dessa nova tecnologia. Confira abaixo algumas das possíveis aplicações para empresas locais:

NFTs gêmeos digitais

As NFTs funcionam muito bem como uma certificação digital à prova de falsificações, portanto, um produto ou ativo físico pode ter o seu “gêmeo digital” registrado como NFT. A cada dia que passa fica mais complicado saber se um produto é verdadeiro devido ao grande comércio de produtos falsificados que engloba cerca de 3,3% de todo o comércio mundial. Com os NFTs gêmeos digitais os produtos físicos ficam vinculados a uma NFT, tornando impossível manipular seus registros.

NFTs como bilhetes para eventos

Com golpes na internet cada vez mais elaborados, fica fácil virar vítima de falsificadores de ingressos. Você só vai saber que caiu no golpe ao tentar entrar no evento. Como as NFTs são itens exclusivos guardados em uma blockchain a possibilidade de fraude é praticamente zero, desde que se use corretamente uma carteira digital. A tecnologia permite que organizadores de eventos chequem de forma rápida e fácil se o ingresso NFT é verdadeiro ou falso. A tecnologia também permite tornar o ingresso em um colecionável digital único.

NFTs como garantia de empréstimos

Sim! Já existem empresas e pessoas que aceitam NFTs como garantia para emprestar dinheiro. Caso você não honre com sua dívida, um contrato inteligente registrado na Blockchain irá transferir automaticamente a posse da sua NFT para o credor. Sem burocracias de bancos, tudo pode ser acordado até mesmo entre pessoas físicas através de plataformas DeFi (Plataformas descentralizadas sem um proprietário intermediando as ações tomadas).

Diplomas de cursos e faculdades

Ao concluir o curso, o aluno recebe uma NFT vinculada a sua carteira digital. Empresas parceiras das instituições de ensino irão reconhecer a legitimidade desse diploma digital que pode ser conferido em segundos pelo contratante na entrevista de emprego, sem riscos de “Encheção de linguiça” e rico em detalhes sobre o desempenho do aluno durante seu curso.

Músicos sem dependência de gravadoras

Recentemente a banda Kings of Leon lançou seu álbum em NFT com tiragem limitada (OK, você ainda pode piratear as músicas, mas apenas um número limitado de pessoas terão um registro de posse do álbum da banda, como acontecia quando ainda comprávamos CDs originais, mesmo com a pirataria do mercado). Músicos agora podem ter um canal direto com seus fãs vendendo músicas como NFT, sem nenhum intermediário na transação, o que ajuda o artista a reter uma maior parte do lucro pelo trabalho, sem necessidade de dividir lucros com serviços de streaming, por exemplo.

NFTs permitem trazer a escassez do mundo físico para o mundo digital, e ainda estamos no início de seu uso e adoção. Itens hoje transformados em NFT serão verdadeiros tesouros digitais daqui a 10 anos, e várias pessoas vão querer pagar valores consideráveis nesses ativos digitais.  Nesse artigo você conferiu como a tecnologia NFT pode beneficiar mercados locais.

Estamos lançando NFTs únicas que podem ser conferidas em nossos marketplaces oficiais: Open SeaEnter.art
Saiba mais sobre meu trabalho

Aproveite que chegou até aqui e confira nossas redes sociais, siga a gente e comente qual assunto você gostaria que fosse abordado em nosso blog! 🙂

Rodrigo Alves, Artista 3D, Designer e Fotógrafo

Sobre o autor

Rodrigo Alves, Artista 3D, Designer e Fotógrafo

Nascido na cidade de Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro, buscou desde cedo se expressar através da arte. Começou ainda na adolescência a fazer desenhos em papel e depois avançou para artes digitais. Em pouco tempo se destacou com trabalhos de tratamento digital de imagens e com modelagem e animação em 3D. Na fotografia, sua principal escola foi através das dezenas de trilhas e acampamentos que fez em Teresópolis, onde sempre levava sua câmera Nikon para registrar o máximo de detalhes que encontrava. Com essa dedicação conquistou um acervo fotográfico com mais de 1000 fotografias da cidade de Teresópolis. Desde 2017 acompanhando o mundo cripto, sua nova jornada é no mercado de NFT. Seu acervo fotográfico e habilidades em 3D lhe garantiram destaque na comunidade de artistas NFTs e agora seus trabalhos artísticos e fotografias estão sendo eternizados na Blockchain através de NFTs únicas.